MUSICA

A MÚSICA É UMA MANIFESTAÇÃO ARTÍSTICA E CULTURAL DE UM POVO, EM DETERMINADA ÉPOCA OU REGIÃO. A MÚSICA É UM VEÍCULO USADO PARA EXPRESSAR OS SENTIMENTOS

bLOGS DO PORTAL TERRAS POTIGUARES NEWS

terça-feira, 4 de novembro de 2014

MÚSICA SOCIAL: PROGRAMA INVESTIRÁ NA CRIAÇÃO DE BANDAS NO RN

Humberto Dantas deve ser, muito provavelmente, uma pessoa hiperativa. Principal articulador de um movimento que aglutina as 115 bandas filarmônicas em atividade no RN, o maestro é uma botija de informações pronta para ser aberta e compartilhada. Basta tocar no assunto “banda” para o homem de frente da famosa Filarmônica de Cruzeta, tida como referência nacional dentro desse universo, começar a contar sua batalha para manter acesa a chama de promover transformação social através da música. Nesse compasso, Bembem Dantas precisa ser (mesmo que não seja de fato) hiperativo para dar conta da responsabilidade que tomou para si há 26 anos quando assumiu a batuta do grupo.
Divulgação
Maestro Bembem Dantas festeja investimentos no valor de R$ 7 milhões através do RN Sustentável e Banco Mundial, e a regulamentação da lei que cria o Sistema de Bandas do RNMaestro Bembem Dantas festeja investimentos no valor de R$ 7 milhões através do RN Sustentável e Banco Mundial, e a regulamentação da lei que cria o Sistema de Bandas do RN


A dedicação e o entusiasmo do maestro potiguar começam a surtir efeitos em larga escala: Bembem está na expectativa quanto a regulamentação da lei que cria o Sistema de Bandas do RN (Seban); e não vê a hora do programa RN Sustentável (Governo do RN/Banco Mundial) abrir edital no valor de R$ 7 milhões para criação de 70 novas bandas no Estado – a meta é que todos os 167 municípios potiguares tenham uma banda nos próximos 5 anos. O desejo do maestro é as duas coisas (edital e lei) sejam anunciadas na primeira quinzena de maio.

Consequentemente O trabalho de Bembem Consequentemente também extrapolou fronteiras, e no próximo dia 27 de abril ele segue para Belém (PA) onde participa como palestrante e regente convidado da mostra Música das Américas, atividade que integra a programação do 27º Festival Internacional de Música do Pará. Humberto irá falar sobre suas experiências em Cruzeta e o programa RN Sustentável.

Aos 48 anos de idade, 43 deles ligados à música, Bembem Dantas é padrinho artístico de toda uma geração de músicos, gente que saiu da pequena Cruzeta, distante 220km de Natal, com seus 8 mil habitantes, para ganhar o mundo como professor e/ou músico profissional.

“Temos que reconhecer que esta gestão do Governo Estadual deixará um legado extremamente importante para as bandas do RN”, diz o maestro, e militante confesso de ideais políticos de esquerda, ao referir-se sobre a criação do Seban-RN e os investimentos previstos no programa RN Sustentável.

O programa, convênio do Governo do RN com o Banco Mundial, irá injetar R$ 540 milhões nos próximos 5 anos nas áreas de Saúde, Educação, Agricultura, Pecuária, Segurança Pública, Gestão, Turismo e Cultura (leia-se bandas). Os R$ 7 milhões destinados à criação de 70 bandas representam apenas 1,3% do montante total dos recursos, pouco perto da demanda e da necessidade histórica cultural, mas farão toda a diferença para quem mora nos rincões do Estado e que muitas vezes não dispõe de oportunidades de trabalho e qualificação profissional.

Gestão autônoma
“Em uma cidade pequena do interior nordestino as bandas movimentam a economia, contribuem na educação, evitam o envolvimento das crianças com as drogas e oferece opções reais de renda”, diz com propriedade Humberto Dantas. O maestro informou que a proposta principal do RN Sustentável é criar bandas nas cidades onde ainda não existem, ao custo médio de R$ 100 mil por grupo. “Fizemos um levantamento para chegarmos a esse número (70 bandas), mas ao longo do processo surgiu demanda para mais cinco que ainda não sabemos como acomodar”.

A outra proposta, de acordo com ele, é repor instrumentos de bandas que estão na ativa. “Mas para isso teríamos que dispor de mais recursos ou adequar o orçamento que temos”. O maestro lembra que há cidades, como Campo Grande, com mais de uma banda funcionando, “em compensação temos cidades onde o trabalho é descontinuado pelas prefeituras por motivos políticos”, lamenta. Para evitar esse tipo de situação, todos os projetos serão desenvolvidos por organizações civis: “Queremos que os recursos sejam geridos de maneira autônoma por quem está diretamente envolvido”, afirma.

As novas bandas receberão instrumentos personalizados, todos fabricados no Brasil pela (empresa) Weril. “Conseguimos um bom desconto na fábrica, cinco anos de garantia e 10 anos de reparabilidade (peças de reposição)”, comemora. Técnicos da fábrica virão ao RN ministrar curso de lutheria afim de garantir a manutenção dos instrumentos. A iniciativa ainda prevê capacitação técnica de maestros e músicos desde o primeiro contato com os instrumentos.

Números
7 milhões de reais é o montante destinado pelo programa RN Sustentável para criação de bandas
5 anos é o prazo estimado para implantação total do programa
70 novas bandas serão criadas com financiamento do Banco Mundial; atualmente são 115 grupos em atividade no RN
100 mil reais é o custo médio de cada banda: sendo R$ 75 mil para aquisição de equipamentos e instrumentos e R$ 25 mil para capacitação técnica, manutenção e cachê do maestro
40 flautas doce e 28 instrumentos de sopro fazem parte do pacote básico das novas bandas

Experiência será mostrada no Festival de Belém


Durante sua estadia no Festival Internacional de Música do Pará, Humberto Dantas participa de palestra sobre o programa RN Sustentável e sua experiência à frente da Banda de Cruzeta. Também irá reger a tradicional banda do município de Vigia (cidade onde, provavelmente, Tonheca Dantas atuou como regente da Banda de Música do Corpo de Bombeiros na primeira década do século 20). “Provavelmente, pois não há documentos que comprovem isso”, avisa Bembem, que irá acompanhar toda a programação do festival que segue até dia 4 de maio. 
DivulgaçãoHumberto Dantas participa de palestra sobre o programa RN Sustentável e sua experiência à frente da Banda de Cruzeta.Humberto Dantas participa de palestra sobre o programa RN Sustentável e sua experiência à frente da Banda de Cruzeta.

O convite partiu de Marcelo Jardim, maestro do Rio de Janeiro. “É um amigo que gosta muito do nosso trabalho aqui no RN e que ficou admirado com os investimentos recém anunciados”. O potiguar lembra que em Belém será lançada a pedra fundamental para criação de um fórum nacional permanente para tratar de assuntos relacionados as bandas. “Será um momento para troca de experiências e quem sabe retomada da interação que Natal e Belém tinham na primeira metade do século 20”. Bembem leva conhecimento, repertório potiguar e discos de artistas do RN para o Pará.
FONTE - TRIBUNA DO NORTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Quem sou eu

Minha foto
A ÚNICA FORMA DE SERMOS PURIFICADOS DO NOSSO PECADO É RECEBER O PERDÃO GRATUITO DE DEUS, QUE É CHEIO DE GRAÇA E MISERICÓRDIA, PODE APAGAR OS NOSSOS PECADOS, PURIFICAR A NOSSA ALMA E RESTAURAR A NOSSA VIDA (BEM-AVENTURADO AQUELE CUJA TRANSGRESSÃO É PERDOADA, E CUJO PECADO É COBERTO).

STPM JOTA MARIA

STPM JOTA MARIA
HONESTIDADE, HUMILDADE E SINCERIDADE

PORTAL TERRAS POTIGUARES NEWS

PORTAL TERRAS POTIGUARES NEWS
COM 63 BLOGS E MAIS DE DOIS MIL LINKS

AQUI MÚSICA

AQUI MÚSICA

BANDA DA PMRN

BANDA DA PMRN

BANDA DO 2º BPM

BANDA DO 2º BPM
MOSSORÓ-RN

bANDA DE CEARÁ MIRIN

bANDA DE CEARÁ MIRIN